terça-feira, 26 de setembro de 2017

Defesa Civil de Teresópolis abre inscrição para curso de voluntários


Inscrições na Praça de Santa Tereza até sexta - Foto: PMT

A Secretaria Municipal de Defesa Civil iniciou nesta segunda, 25/09, a divulgação e o cadastramento para o seu curso de voluntários. O objetivo é atualizar os conhecimentos de quem já fez a capacitação em anos anteriores e formar novos voluntários, preparando a população para o período das chuvas de verão.

Até sexta, 29, a Barraca Itinerante do órgão permanecerá na Praça de Santa Tereza, na Várzea, das 9h às 17h, atendendo interessados a partir de 18 anos de idade. Eles deverão apresentar CPF e informar data de nascimento, endereço completo, telefone e e-mail de contato (se tiver).

Na próxima semana, o estande será montado na Praça dos Expedicionários – a do Tiro de Guerra, no bairro de São Pedro. O cadastro também acontece na sede da Defesa Civil, localizada na Avenida Rotariana, nº 1.595, no 2º andar do Centro de Informações Turísticas, no Soberbo, de segunda a sexta, das 9h às 18h.

“Vamos começar com os atiradores do Tiro de Guerra e a seguir com os cerca de 200 Bombeiros Voluntários existentes em nosso município. Na medida em que as turmas forem formadas, iniciaremos as aulas”, explica o coronel Anibal Ornelas, secretário de Defesa Civil.

O treinamento inclui palestras sobre Defesa Civil Básica, Monitoramento com o uso do aplicativo AlertasDCT e também via microcomputadores e Primeiros Socorros (teoria e prática). Haverá entrega de certificado para aqueles que obtiverem uma boa participação.

Mais informações podem ser obtidas através do telefone (21) 2742-7025 ou na Secretaria Municipal de Defesa Civil, de segunda a sexta-feira, de 9h às 18h, ou com os Agentes da Defesa Civil na Barraca Itinerante.

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

SINE Teresópolis divulga novas vagas de empregos

Vagas de empregos formais no SINE Teresópolis

A Secretaria Municipal de Trabalho, Emprego e Economia Solidária informa o quadro de vagas de emprego disponíveis no Sine - Teresópolis:

01           AUXILIAR ADMINISTRATIVO - FEMININO
01           VENDEDOR EXTERNO – MASCULINO OU FEMININO
02           COZINHEIRO DE RESTAURANTE - MASCULINO OU FEMININO
03           AUXILIAR DE LINHA DE PRODUÇÃO  - MASCULINO
01           PROMOTOR DE VENDAS EXTERNAS - MASCULINO
01           LAVADOR DE PISOS PARA O PERÍODO NOTURNO - MASCULINO
01           FISCAL DE PREVENÇÃO E PERDAS - MASCULINO

Vinculado à Secretaria de Trabalho, Emprego e Economia Solidária, o Sine funciona no Centro Administrativo Municipal Manoel Machado de Freitas (Av. Lúcio Meira, 375/1º piso, Várzea). O atendimento ao público acontece de segunda a sexta, das 8h às 17h.

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

'Amigas da Mama' promove a 5ª Caminhada contra o câncer


A Associação Amigas da Mama de Teresópolis (AAMT), com o apoio do Governo Municipal, por meio da Secretaria de Saúde, está organizando a 5ª Caminhada de Combate ao Câncer. Com o tema ‘Vamos tocar no assunto’, o evento de conscientização, prevenção e de cuidado com a saúde vai acontecer no próximo dia 1º de outubro, a partir das 8h.

A ação marca a campanha Outubro Rosa, falando sobre câncer feminino de uma maneira geral. O ponto de encontro da caminhada é um restaurante na Av. Feliciano Sodré, 221, Várzea, em direção ao Castelo Montebello (Rua Heitor de Moura Estevão, 385 Várzea). No local, será promovido um desfile com 15 mulheres vencedoras de diversos tipos de câncer.

‘Amigas da Mama – Entre de peito nessa luta’

A Associação Amigas da Mama foi fundada há cerca de 10 anos em Teresópolis pela fisioterapeuta Gabriella Martuchelli e funcionou inicialmente no Hospital São José. Uma instituição sem fins lucrativos. Oferecia café da manhã para todos os pacientes da oncologia, somente adultos, e fazia reuniões com profissionais de saúde (psicólogos, dentistas) para dar suporte aos doentes. Após um bom período, o projeto foi transferido para uma sala cedida pelo SESC Teresópolis, dando continuidade aos grupos de apoio. 

O evento reúne pacientes, familiares, profissionais de saúde e o público em geral. Integrantes do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Mulher e da Secretaria M. de Esportes e Lazer de Teresópolis.

Nessa nova fase do Amigas da Mama, o paciente oncológico recebe: Café da manhã solidário, com uma alimentação adaptada a dieta desse paciente; Farmácia solidária, que recebe doações de medicamentos e repassa a esses doentes; Visitas domiciliares; Doação de Perucas e lenços e de cestas básicas, entre outras ações. Atualmente atende cerca de 200 pacientes oncológicos/mês pelo SUS.

Unifeso realiza Ciclo de Palestras e Conferência



Evento pretende fomentar a iniciação científica - Foto: Unifeso

O curso de Ciências Biológicas do Centro Universitário Serra dos Órgãos (UNIFESO) realizou entre os dias 11 e 13 de setembro o III Ciclo de Palestras do Café Científico e a I Conferência da Floresta-Escola no Campus Antônio Paulo Capanema de Souza. A programação conjunta proporcionou maior visibilidade ao trabalho que é feito na Instituição para fomentar a iniciação científica e aproximar os estudantes da realidade do mercado de trabalho.

O Ciclo de Palestras é um formato mais amplo do Café Científico que é um seminário realizado semanalmente, de fevereiro a dezembro, sempre trazendo um profissional para uma conversa com os estudantes. No primeiro dia, a Conferência da Floresta-Escola contou com as palestras da professora Liane Pitombo, que fez um balanço dos três anos de atividade do projeto; do professor Reginaldo Felismino Guimarães, que tratou do tema Restauração Florestal; e da professora Fabiane Aguiar Pereira, que abordou a Fauna do Parque Nacional da Serra dos Órgãos (PARNASO).

“A I Conferência da Floresta-Escola teve como objetivo dar visibilidade ao trabalho que estamos desenvolvendo há três anos. É um importante momento de discussão dos avanços que realizamos. Na terceira edição do Café Científico podemos rever os egressos que vieram contar como foi a iniciação científica aqui no UNIFESO e como é a Pós-Graduação stricto senso. Os egressos vieram mostrar o futuro possível para os estudantes. Isso ajuda a estimular os jovens do curso para que eles possam vislumbrar um caminho a seguir”, explicou o professor Carlos Alfredo Franco Cardoso, coordenador do curso.

No segundo dia, estudantes que participam do Programa de Iniciação Científica e Pesquisa (PICPq) do UNIFESO, Jovens Talentos da FAPERJ, monitores de botânica e voluntários de Ciências Biológicas e Farmácia participaram do Seminário de Aprofundamento da Floresta-Escola com a professora Liane Franco Pitombo. À noite, André Luis de Alcântara Guimarães, ex-professor do UNIFESO, e atualmente professor da UFRJ, encantou os estudantes com a palestra sobre Botânica Forense. Em seguida, o egresso e mestrando pelo Jardim Botânico Luis Fernando Gonçalves da Silva apresentou o trabalho que realiza em Botânica de Altitudes.

No terceiro dia, o egresso Luiz Philippe da Silva Sergio que já completou o mestrado e atualmente é estudante de Doutorado na UERJ, palestrou sobre a importância da iniciação científica para o estudante de graduação. Além da palestra os egressos participaram de mesa-redonda sobre a Pós-Graduação no campo da Biologia, tendo como moderador o professor Renan Fernandes Loureiro.

 A egressa Noêmia Falcão Nogueira, mestranda pela UFRRJ; a mestre Keila da Silva Canuto e doutoranda pela UERJ; o mestre Luiz Philippe da Silva Sergio e doutorando pela UERJ; Mariana de Souza Oliveira mestranda pela UFRRJ; a mestre Daiana Lima Almada pela UFF; Fabiane de Aguiar Pereira, mestre pelo Jardim Botânico e que trabalha no PARNASO comentaram sobre a importância da graduação de Ciências Biológicas do UNIFESO na sua formação e dos desafios enfrentados na Pós-Graduação stricto senso.

Além dos presentes, o professor Erick Guimarães, coordenador do curso de Pós-Graduação lato senso em Gestão da Saúde e Tecnologias das Análises Clínicas e Pesquisa do UNIFESO participou da mesa-redonda através de conexão online. Encerrando as atividades da Floresta-Escola, a   professora Thereza Cristina Costa Lopes realizou a oficina de herborização com estudantes do curso de Ciências Biológicas.


quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Sebrae quer fortalecer o mercado de Turismo regional


Empresas recebem diagnóstico sobre marketing - Foto ilustrativa de arquivo

Trinta empresas de Teresópolis que participam do Projeto Fortalecimento do Mercado de Turismo e suas Novas Formas de Comercialização, desenvolvido pelo Sebrae/RJ, em Teresópolis, vão receber o diagnóstico elaborado sobre marketing digital e promoção comercial, elaborado pela instituição.

A apresentação dos diagnósticos individuais acontece na Aciat em Teresópolis. Este projeto tem como objetivo aumentar a competitividade dos pequenos negócios da cadeia produtiva do turismo inseridos no Roteiro Rio Serra Mar, promovendo o acesso ao mercado através de novos canais de comercialização, como as redes sociais, pro exemplo.

O público alvo do projeto são os pequenos negócios do segmento de Turismo, como receptivos, meios de hospedagem, bares e restaurantes, transportadoras turísticas e guias de turismo, localizados nas Regiões que compõem o Roteiro Rio Serra Mar, que inclui Metropolitana, Serra Verde Imperial e Costa do Sol, no estado do Rio de Janeiro.

A partir deste diagnóstico, segundo a analista do Sebrae/RJ, Maria Cristina Andriolo, serão realizadas consultorias, oficinas e capacitações, além de ações de mercado, que incluem  a criação e execução de plano estratégico de promoção do Roteiro Rio Serra Mar.

A ideia é impulsionar os empreendimentos participantes, fortalecendo as mídias digitais já existentes, como Site, Facebook e Instagram, divulgando o aplicativo lançado pelo Sebrae/RJ com a ofertas de serviços do Roteiro e realizando eventos de promoção integrada dos Destinos, além da participação estratégica em feiras e eventos do Setor.

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Cursos do Unifeso em destaque no Guia do Estudante


A publicação é da Editora Abril - Imagem: Divulgação

O selo de qualidade “Melhores Universidades” mais uma vez foi conferido ao Centro Universitário Serra dos Órgãos (UNIFESO), estrelando os cursos de Ciência da Computação, Ciências Contábeis, Direito, Engenharia Ambiental e Sanitária, Engenharia de Produção, Farmácia, Fisioterapia e Pedagogia (Licenciatura).

O reconhecimento garante aos cursos espaço na próxima edição do Guia do Estudante (GE) Profissões Vestibular 2018, que começará a circular nas bancas a partir de 16 de outubro, colocando-os na seleta lista de cursos recomendados aos vestibulandos. A avaliação do GE é uma pesquisa de opinião feita principalmente com professores e coordenadores de curso. Trata-se de um processo de avaliação externa considerado não oficial do qual os cursos participam voluntariamente.

Na visão do professor José Feres Abido Miranda, Pró-Reitor Acadêmico, “todos os processos avaliativos - sejam eles oficiais (promovidos pelo MEC), internos (promovidos pelo UNIFESO através da Comissão Própria de Avaliação) ou externos através de veículos de credibilidade e seriedade, como o GE - só vêm a contribuir para o aprimoramento da Instituição. Isso também vem reforçar a nossa cultura de autoavaliação, contribuindo para conhecermos mais a nossa Instituição e planejarmos o nosso aperfeiçoamento”.

O Guia do Estudante é uma família de publicações da Editora Abril, com mais de 25 anos de existência, que reúne informações sobre profissões universitárias do Brasil, mostrando como é o curso, o mercado de trabalho, as áreas de atuação, dicas sobre como passar pelo vestibular e as melhores opções de universidades para cada curso.

Análise atualizada da água das fontes de Teresópolis

Fontes de Teresópolis - Imagem meramente ilustrativa

A Secretaria Municipal de Saúde divulgou o resultado do exame microbiológico feito nesta quarta-feira, dia 13, em 13 pontos. De acordo com as amostras coletadas e analisadas pelo Laboratório Bacteriológico de Análise de Água para Consumo Humano, da Secretaria Municipal de Saúde, as fontes João Raposo, na Tijuca, e Taumaturgo estão impróprias para consumo.

Como a água pode sofrer variações de potabilidade, devido a alterações climáticas e do ambiente do entorno onde as fontes se localizam, os usuários são orientados a sempre ferver ou filtrar e clorar a água antes de ser consumida. Sendo assim, após filtração, devem ser adicionadas duas gotas de hipoclorito de sódio a 2,5% (água sanitária) para cada litro de água. Depois, espera-se 30 minutos antes de utilizar. O procedimento atende a Portaria 2.914/2011, do Ministério da Saúde, que dispõe sobre os procedimentos de controle e de vigilância da qualidade da água para consumo humano e seu padrão de potabilidade.

O monitoramento microbiológico da água das fontes da cidade é feito por equipe do Programa Vigiágua, setor ligado à Divisão de Vigilância Ambiental da Secretaria de Saúde. Atendendo determinação do Ministério da Saúde, o acompanhamento é periódico, a fim de garantir que a água consumida pela população atenda ao padrão e normas estabelecidas na legislação vigente.

Resultado do exame microbiológico das águas das fontes:

Fonte João Raposo (Tijuca) – Imprópria para consumo
Fonte Taumaturgo - Imprópria para consumo
Fonte Alexandre Fleming (Vale do Paraíso) - Própria para consumo
Fonte Amélia (Alto) - Própria para consumo
Fonte Brahma (Várzea) - Própria para consumo
Fonte Fonte Santa - Própria para consumo
Fonte Granja Guarani - Própria para consumo
Fonte Judith (Alto) - Própria para consumo
Fonte Perpétuo - Própria para consumo
Fonte Santa Ângela (Vale do Paraíso) - Própria para consumo
Fonte São Sebastião (Pimenteiras) - Própria para consumo
Fonte Saúde (Tijuca) - Própria para consumo
Fonte Sete Tanques (Rosário) - Própria para consumo


Valorização do Professor é discutida em Simpósio


XII Simpósio de Educação no Unifeso - Foto: Unifeso

De 11 a 13 de setembro aconteceu o XII Simpósio de Educação e VII Seminário Institucional Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID) do Centro Universitário Serra dos Órgãos (UNIFESO), um importante evento de integração dos estudantes com a realidade profissional e o mercado, que reuniu docentes e discentes dos cursos de licenciatura em Ciências Biológicas e Pedagogia, professores das escolas públicas parceiras do PIBID/UNIFESO e de escolas de Educação Básica.

A vasta programação, incluindo conferências, rodas de conversa, mesa-redonda e apresentação de trabalhos levantou discussões sobre a “Valorização da Profissão Docente”. De acordo com o professor Leandro Costa, dos cursos de Ciências Biológicas e Medicina, “a identidade do docente é um dos temas mais importantes a serem discutidos no atual momento em que passamos no país. O professor tem a obrigação de se posicionar em sala de aula, mostrando o quanto nossa profissão é política e relevante à sociedade”.

Helen Canto, do terceiro ano de Pedagogia, iniciou o PIBID desde o ano passado e já trabalha em escola. Participando da programação do evento, ela acredita que “acompanhar essa troca de experiências entre os cursos acrescenta muito para todos os lados”.

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Unifeso lança livro de Pedagogia no SESC


Professores de Pedagogia do UNIFESO - Foto: Unifeso

Para divulgar as experiências retratadas no livro “Formação Docente e Práticas Inovadoras”, professores do curso de Pedagogia do Centro Universitário Serra dos Órgãos (UNIFESO) lançaram a obra no SESC, no início de setembro, em evento aberto ao público com a presença de profissionais da área de Educação de diversas escolas, incluindo egressos do curso.

De acordo com a professora Maria Terezinha Espinosa, coordenadora do curso que também assina o livro, “a obra apresenta algumas experiências desenvolvidas no projeto de formação do curso, fundado numa concepção pedagógica que rompe com a disciplinarização e promove uma reflexão teórica e crítica sobre o contexto social e a educação”.

A professora Gicelle Faissal, docente do curso que também está entre ou autores do livro, destacou a riqueza de experiências compartilhadas na obra por docentes que atuam nas diversas áreas trabalhadas através do componente curricular Grupo de Estudos Independentes (GEI), um importante diferencial do curso. “O estudante pode escolher o tema em que quer se aprofundar e deste tema potencializa o conhecimento junto ao professor e aos colegas que estão em sala de aula. Isso contribui ainda para outra questão que tratamos no livro, a busca pelo conhecimento pelo próprio estudante”, disse.

Para o professor Campista Cabral, também colaborador, divulgar a obra “é gratificante e um desafio muito grande porque hoje repensamos o papel do professor e da escola como um todo. O livro trabalha a questão do desafio que é traçar o perfil do professor que hoje precisamos ter através destas práticas inovadoras, que percebem os jovens de uma forma diferente, assim como o espaço da sala de aula”, explicou.

Zenilda Souza Cortazio, formada ano passado no curso, prestigiou o evento e relembrou os tempos da sua graduação. “Tem áreas que nos identificamos mais e no UNIFESO estamos o tempo todo da nossa formação praticando e vivenciando a profissão”, afirmou.


A obra conta ainda com a colaboração dos professores Carla Cunto, Cristina Grigorowsky, Katiuscia Vargas, Líria Gonçalves, Luiz Antônio Pereira e Rogério Nóboa.