terça-feira, 4 de abril de 2017

CREAS promove resgate de moradores de rua


Sopão conta com quartos para acolhimento - Foto: PMT

Realizando um trabalho de resgate e de reinserção familiar e social, o CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social) oferece todo o apoio necessário às pessoas em situação de rua. Acolhimento, abordagem social, encaminhamento para tratamentos médicos e reinserção no mercado de trabalho são algumas das atividades do centro de referência.

Um dos pontos de suporte do CREAS é o Sopão/Abrigo Dr. Sérgio Fernandes, um local onde as pessoas são acolhidas, recebem assistência social, refeições e também podem tomar banho e passar a noite. “O balanço que eu faço dessa gestão é o suporte que nós temos da Secretaria de Desenvolvimento Social, através da gestora Tânia, e também do prefeito Mario Tricano. Nós temos também aqui no Sopão, a Eunice, que conhece bem de perto a realidade, o perfil de cada um”, comentou a coordenadora do CREAS, Marina Aparecida de Souza Ferreira.

O trabalho de assistência social no abrigo é feito por Eliane Moraes, funcionária do CREAS, que é à Secretaria de Desenvolvimento Social. “A gente faz triagem voltada para a humanização do indivíduo, resgatando a cidadania, buscando dar credibilidade pra esse usuário e resgatar seus vínculos familiar, social e de trabalho. Esse trabalho é feito com o auxílio de alunos de Serviço Social da Unifeso e da Unopar. Defensoria Pública e Previdência Social também fazem parte da rede assistencial que a Prefeitura criou”, explicou a assistente social Eliane Moraes.

A reestruturação que está sendo feita no atendimento às pessoas em situação de rua foi destacada pela coordenadora do CREAS, Marina. “De 30 dias para cá, conseguimos encaminhar sete pessoas em situação de rua para a comunidade terapêutica Monte da Paz. Elas estão muito gratas por isso. Estão aderindo ao tratamento. Nenhuma pessoa quis sair da clínica. Também com essa reestruturação, seis pessoas que estavam aqui em Teresópolis voltaram para suas cidades”.

A coordenadora do CREAS falou ainda sobre o retorno das pessoas atendidas ao mercado de trabalho. “Esse próximo passo de reinserção no mercado de trabalho. Os atores principais serão o prefeito e a Secretaria de Desenvolvimento Social. Também vamos buscar a parceria de empresários para nos ajudar nessa reinserção, que é fundamental para a recuperação dos assistidos”, complementou Marina Ferreira.


Nenhum comentário:

Postar um comentário